36ª MOSTRA INTERNACIONAL DE SÃO PAULO
Sementes do Nosso Quintal premiado pelo público da MostraSP como melhor documentário brasileiro!
Fica 2012
Finalizado, Sementes do Nosso Quintal é lançado no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental de Goiás
Sementes no Projeto Cinema e Corpo no CinUsp
Pré-estréia promove encontro entre educadores, pais e estudantes para refletir e debater a temática corpo e infância com o Prof. Marcos Ferreira Santos

O universo musical da Te-Arte

|

O PRIMEIRO ELO DE LIGAÇÃO DO SER HUMANO CONSIGO MESMO

No universo da Te-Arte, escola retratada no filme Sementes do Nosso Quintal, a música é muito valorizada. Therezita Soares Pagani, idealizadora e fundadora da escola, nasceu em um ambiente familiar bastante musical, participando de saraus e serenatas desde cedo, tendo sido alfabetizada pela música. Cursou o Conservatório de Música do Rio de Janeiro até o falecimento de sua mãe, quando retornou à sua casa para cuidar de seus 10 irmãos, pouco antes do exame final.

Therezita acredita que a música está em tudo, em cada gesto, movimento e fala da criança, e que ela representa o primeiro elo de ligação do ser humano com seu interior – fundamental para conhecermos nosso ritmo interno e nossa integração com o mundo. Therezita também canta sua crença na música como principal elo de paz entre as civilizações e diferentes culturas.

Diferentes instrumentos musicais – tambores de uma banda completa de congo, caixas do Divino Espírito Santo, cuícas, violas, violino, berimbau, reco-reco, pandeiro, triângulo – assim como o piano alemão, comprado pelo pai da Therezita para seu nascimento, são presenças importantes no espaço e no cotidiano da escola, livres para serem explorados pelas crianças quando queiram.

Os músicos que ali tocam – entre eles o mestre artista maranhense Tião Carvalho, que dá aulas na Te-Arte há 35 anos, os pais e músicos eruditos Renato e Angelique Camargo, o pesquisador e músico Paulo Dias, entre outros tantos, encontram na comunidade e entre as crianças um espaço orgânico, simples e muito aberto à vivências musicais diversas.

Além do cotidiano musical de aulas e manifestações expontâneas, as festas realizadas na escola são eventos também repletos de música, do Carnaval à Festa do Divino Espírito Santo, das Festas Juninas aos aniversários da Therezita e da escola, para os quais os convidados vão de repentistas, ao Grupo Barbatuques, passando por dançarina de Flamenco a uma orquestra completa e apresentações de dança colombiana de pais da escola. 

Através dos inúmeros registros de experiências musicais realizados pela equipe ao longo dos 4 anos de gravação e do que está presente no filme, podemos observar como as crianças, desde muito pequena, têm interesse, curiosidade e o desejo de vivenciar a música em suas mais diversas formas de expressão e nos mais diversos gêneros e complexidades. As crianças são plenamente capazes de fruir um repertórios musical e artístico altamente qualificado, se lhes for dada oportunidade e se o seu tempo, necessidade de livre movimento e interesse forem respeitados. Na elaboração do roteiro, a música na Te-Arte acabou representando bloco definido como “a escola em si”, por acharmos que a música de fato está presente em todos os espaços e relações que acontecem na escola.

   

Diálogos
10.04
Semillas de Nuestro jardín participa em abril do Festival Internacional del Uruguay
Filme foi convidado a integrar o Panorama Largometrajes Internacionales e representará o Brasil junto com diversos filmes brasileiros no 32.o Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay de 10 a 20 de abril. A diretora Fernanda Heinz estará novamente presente e participa de debate após a exibição. 
26.03
Sementes motiva a criação da Ciranda de Filmes, 1.ª mostra com foco em infância, aprendizagem e transformação
de 1. a 3/04 no Cine Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Mostra de filmes, rodas de conversa, exposição do Território do Brincar, memórias da infância, apresentações musicais, um espaço lúdico e inspirador. A primeira mostra de filmes centrada em nascimento e infância, espaços de aprendizagem [...]
26.11
Sementes começa diálogo internacional sobre educação na França
Filme foi calorosamente recebido pelo público e premiado pelos internautas na 9.ª edição do Festival du Film d’Éducation na França, um dos únicos do gênero! Vale ler a crítica de Jean Pierre Carrier no site do Festival http://www.festivalfilmeduc.net/spip.php?article687  
Fechar
Legenda
Últimos Comentários
+
PRISCILA APARECIDA GONÇALVES
Muito interessante o filme. A proposta pedagógica e a concepção de criança vai de encontro com o que acredito na educação. Gostaria de informações referente a venda do DVD, pois,...
Áurea Carolina Coelho More
Olá, Fernanda. Sinceramente talvez meu post esteja um tanto "atrasado", mas como o tema é atemporal e constante fonte das minhas preocupações pessoais, gostaria de me unir a esse debate....
  • Patrocínio